Alabaster Box

Pare e Ouça a Música

A pressa do dia-a-dia faz com que a maioria das pessoas
deixe de apreciar as belezas da vida


Um homem sentou-se em uma estação de metro em Washington DC e começou a tocar violino; era uma fria manhã de Janeiro. Ele tocou 6 peças de Bach por aproximadamente 45 minutos. Durante esse tempo, considerando que era horário de pico, calcula-se que 1100 pessoas passaram pela estação, a maioria a caminho pro trabalho.

Três minutos se passaram, e um homem de meia-idade percebeu que um músico estava tocando. Ele diminuiu o passo, parou por alguns segundos, e então apressou-se a seus compromissos.

Um minuto depois, o violinista recebeu sua primeira gorjeta de 1 dólar: uma mulher arremessou o dinheiro na caixa e continou a andar.

Alguns minutos depois, alguém encostou-se na parede para ouvi-lo, mas o homem olhou para seu relógio e voltou a andar. Obviamente ele estava atrasado para o trabalho.

O qual prestou mais atenção foi um garoto de 3 anos de idade. Sua mãe que o trazia, o apressou, mas o garoto parou pra olhar o violinista. Por fim, a mãe o empurrou fortemente, e a criança continuou a andar, virando sua cabeça a toda hora. Essa ação se repetiu por muitas outras crianças. Todos os pais, sem exceções, os forçaram a seguir andando.

Nos 45 minutos que o músico tocou, apenas 6 pessoas pararam e ficaram lá por um tempo. Aproximadamente 20 o deram dinheiro, mas continuaram a andar normalmente. Ele recebeu $32. Quando ele acabou de tocar, ninguém percebeu. Ninguém aplaudiu, tampouco houve algum reconhecimento.

Ninguém sabia disso, mas o violinista era Joshua Bell, um dos mais talentosos músicos do mundo. Ele acabara de tocar umas das peças mais difíceis já compostas, em um violino que valia 3,5 milhões de dólares.

Dois dias antes dele tocar no metrô, Joshua bell esgotou os ingressos em um teatro de Boston onde cada poltrona era aproximadamente $100.

Esta é uma história real. Joshua Bell tocou incógnito na estação de metrô, que foi organizado pelo Washington Post como parte de um experimento social sobre percepção, gosto, e prioridade das pessoas. O cabeçalho era: no ambiente comum em uma hora inapropriada: NÓS PERCEBEMOS A BELEZA ? NÓS PARAMOS PARA APRECIÁ-LA ? NÓS RECONHECEMOS TALENTO EM UM CONTEXTO INESPERADO ?

Uma das possíveis conclusões desse experimento poderia ser:

SE NÓS NÃO TEMOS TEMPO PARA PARAR E OUVIR UM DOS MELHORES MÚSICOS DO MUNDO TOCANDO ALGUMAS DAS MELHORES MÚSICAS JÁ COMPOSTAS, QUANTAS OUTRAS COISAS MAIS NÃO ESTAMOS PERDENDO ???



Links relacionados:
- Stop and Hear the Music (youtube)
- ¿Sabes apreciar las bellezas de la vida?

Como ser um vegetariano piedoso

Por Clint Archer

Vegetarianos, não se animem; eu não sou da tribo de vocês. Vocês não encontrarão em mim um advogado para a causa herbívora. Sou carnívoro de carteirinha e amo carne de todos os tipos e sabores. Mas também não sou da opinião que abstinência de carne é algo vergonhoso ou embaraçoso. Não sou preconceituoso.

Eu respeito e até admiro o seu estilo de vida. Mas é uma questão complicada. Sua decisão pode ser prejudicial para o seu crescimento e desenvolvimento espiritual, se você não tomar cuidado.

Quatro péssimas razões para ser um vegetariano

1ª) Adão e Eva não comiam carne

É verdade que nossos pais foram os primeiros vegetarianos. Mas, também, eles foram os primeiros nudistas. Até onde vamos levar esses argumentos?

A razão pela qual Adão e Eva não comiam carne é porque, antes da Queda, não havia as consequências dela e, assim, não havia morte. É extremamente complicado fazer uma vaca ainda viva permanecer parada por tempo o suficiente em cima de uma fogueira para ser possível tirar uma porção para dois de suas costelas.

Mas humanos comerem animais não é pecado, contanto que você cozinhe direito! Sabemos disso porque Deus explicitamente o permite, em zilhões de textos, entre eles Deuteronômio 12.15-16:

No entanto, vocês poderão abater os seus animais em qualquer das suas cidades e comer quanta carne desejarem, como se fosse carne de gazela ou de veado, de acordo com a bênção que o Senhor, o seu Deus, lhes der. Tanto quem estiver cerimonialmente impuro quanto quem estiver puro poderá comê-la. Mas não poderão comer o sangue; derramem-no no chão como se fosse água.

Jesus também não vivia de frutas. Ele certamente comeu do banquete da páscoa (Lucas 22.8), peixe no café da manhã (João 21.13), e Deus disse a Pedro para se levantar, matar e comer um monte de animais considerados impuros (Atos 10.13).

2ª) Comer carne não é espiritual, nem piedoso

Não. E se você diz isso, você que não é piedoso. Não estou usando o argumento “eu não, você que é”; 1 Timóteo 4.1-5 diz que qualquer um que proíbe o aproveitar dos bons presentes de Deus está ensinando “doutrinas dos demônios”. Ai.

Eu sempre desconfiei que dieta fosse coisa do demônio, e agora descobri o porquê. Por que me abster, se aproveitar pode me fazer mais santo?

[...] e proíbem o casamento e o consumo de alimentos que Deus criou para serem recebidos com ação de graças pelos que crêem e conhecem a verdade. Pois tudo o que Deus criou é bom, e nada deve ser rejeitado, se for recebido com ação de graças, pois é santificado pela palavra de Deus e pela oração. (1 Timóteo 4.3-5)

3ª) Matar animais é errado

Tecnicamente, essa objeção permitiria a um comedor de carne se satisfazer com animais que morram de causas naturais, como uma vaca doente ou um carneiro geriátrico. Talvez até um atropelamento acidental. Mas o que é mais comumente comunicado com isso é que os animais precisam ser tratados da mesma maneira que os seres humanos.

Nesse tipo de propaganda agrícola, talvez você ouça essa objeção da seguinte forma: “matar animais é errado”. Mas Gênesis 9.5-6 nos dá uma perspectiva bíblica. Pessoas são diferentes dos animais porque foram feitas à imagem de Deus. Se um boi ataca um homem, ele deve ser sacrificado (Êxodo 21.28). Mas se um homem mata um boi, ele só precisa pagar uma taxa pelo prejuízo causado ao dono do boi pela ausência dele (Êxodo 21.33-34).

4ª) Comer carne faz mal para a saúde

Não, comer carne é ruim para algumas pessoas, e normalmente faz bem para a maioria, se bem preparada, ingerida nas proporções corretas e como parte de uma dieta balanceada (por exemplo, não retire o picles e o alface do seu Big Mac).

Qualquer coisa faz mal em excesso. Compulsão por qualquer coisa é pecado. Sim, grande parte das carnes que compramos hoje em dia são, basicamente, bifes de anabolizantes com sabor de carne. Mas não precisa se chamar de vegetariano, diga apenas que você só come carne saudável, galinhas criadas soltas ou qualquer coisa que não se vingará de você quando estiver em seu estômago. Isso não é fanatismo, é apenas senso comum.

(Observação: Se faz mal para você, pessoalmente, então essa é uma ótima razão para se abster. Mas não advogue que os outros cuidem de seus corpos da mesma maneira que você cuida do seu)

Uma razão aceitável para ser um vegetariano

- Preferência

Se você prefere comer algo que nunca tenha sido a mãe de outro ser vivo, tudo bem. Se você acha que boicotar atum vai salvar os golfinhos, ótimo. Se o simples pensamento de um matadouro faz seu estômago revirar, junte-se ao clube. Você pode escolher lutar contra tudo isso pelo bem de um hamburger com bacon, mas se a recompensa não vale a pena pra você, tudo bem, coma plantas e fungos.

Mas lembre-se…

Não menospreze as pessoas que tem gostos menos conscientes. Assim que você tratar sua opção como motivo para se sentir superior a outros, você cruzou a linha.

Se abstinência de carne é causa de tropeço para alguém (como missionários muitas vezes descobrem), então você precisa abrir mão da sua preferência pelo bem do evangelho, assim como você faria com qualquer outra preferência alimentícia (conf. Rm 14:20)

Assim, se o seu anfitrião gastou duas horas assando um coelho para honrar a sua visita – como já aconteceu comigo na Argentina – tire o cavalo da chuva e coma (o coelho, não o cavalo).

Não quero contar vantagem, mas estou saindo, vou comer bacon e ovos no café da manhã, apesar de que ouvi que bacon vegetariano é tão bom quanto (só que ao contrário...). Como um amigo meu, caçador, costuma dizer: “Olha, se Deus não quisesse que comessemos animais, por que Ele os criou feitos de carne?!”

:-)

Traduzido por Filipe Schulz
(original aqui)

Extraído e adaptado de iPródigo.com.

FILHO (um dia você ainda vai ter um...)

Muito legal essas imagens!



































Fonte: Blog "Eu, grávida!".

Lady Gaga pede ajuda a guru para afastar o Diabo de sua vida

Lady Gaga e o tal "guru" indiano

Após conquistar fama mundial, a cantora Lady Gaga tem estado envolvida em várias controvérsias, em particular com os cristãos, por causa da música em que ela afirma amar "Judas", em seu último álbum. Nesta semana, prestes a embarcar em mais uma turnê mundial, ela revelou ter procurado ajuda do guru indiano Deepak Chopra para afastar o demônio que a perseque em seus sonhos.

Deepak Chopra, 65 anos, é médico e é definido como "conselheiro espiritual". Ele é autor de livros de auto-ajuda que já venderam milhões de cópias pelo mundo todo. Chopra foi consultado nos últimos anos por estrelas como Demi Moore e Michael Jackson, que pediram sua ajuda para poderem lidar com a fama e seus problemas espirituais. Segundo ele, suas sessões de aconselhamento ajudaram o cantor Michael Jackson a dormir melhor.

Já Lady Gaga afirmou: "Tenho um sonho que sempre se repete, onde eu vejo um fantasma na minha casa, e ele me leva para uma sala onde há uma garota loira. Ela é amarrada com cordas em seus braços e pernas, que são esticados em direções opostas, partindo ela ao meio".

O sonho era tão aterrorizante que Lady Gaga resolveu pedir ajuda ao guru, com medo de que o diabo realmente estivesse disposto a assumir o seu corpo, mas Deepak disse algo que ela não esperava: "Deepak disse-me que alguma força do mal está tentando CUIDAR de mim", explicou a cantora de 25 anos.

"O diabo está tentando me levar, Deepak, mas eu sou uma boa menina!", disse Lady Gaga ao guru. Ele riu e disse que ela deveria aprender a aceitar a sua própria loucura. Então lhe pediu que parasse de se preocupar com isso.

Lady Gaga acredita que seus pesadelos são culpa do diabo

A cantora pop pediu também ao médico indiano para ajudá-la a realizar o seu maior sonho: ter uma experiência fora do corpo. Em entrevista, ela disse:

"Eu quero aprender a entrar em coma e levitar. Eu sou uma pessoa muito espiritual. "

"Deepak é a pessoa mais influente em minha vida. Sua mensagem é uma verdadeira inspiração. Ele me ajuda a alcançar as profundezas da minha espiritualidade e levá-la para o próximo nível", concluiu Gaga.

Fonte: Terra e Noticia Cristiana., Terra e Vírgula.


Comentário do Blog:

Pelo jeito, a ajuda desse guru não é muito bem-vinda... Michael Jackson e Demi Moore, por exemplo, foram clientes dele, e ambos tinham uma fixação em parecerem sempre jovens... E o que aconteceu depois de seguirem os conselhos dele?

Michael morreu por abusar de medicamentos, enquanto que Demi, após afirmar: "Deepak está me ensinando a viver a vida de maneira saudável e mais longa", foi traída e abandonada pelo marido, sua terapeuta morreu, sua filha teve a casa invadida por ladrões, seu irmão continua preso e ela própria acabou sendo internada em uma clínica para reabilitação de drogados!

Grande ajuda, Deepak Chopra... Valeu, guru!
:-(

"Objetivo do programa nuclear iraniano é aniquilar Israel"

Esposa do cientista nuclear iraniano falecido em janeiro
concedeu uma entrevista reveladora


Israel, 23/Fev/2012 - Bolouri Fatemeh Kashani, esposa do falecido cientista que liderava o programa nuclear secreto do Irã, afirmou em entrevista à Fars News Agency que seu esposo lhe revelou que "O OBJETIVO FINAL ERA A ANIQUILAÇÃO DE ISRAEL".

"Eu não sabia qual era o papel do meu marido. Ele não tinha um guarda-costas e andava onde queria. Sabia que meu marido se tornaria um mártir, mas não achava que isso aconteceria tão cedo", acrescentou Blouri Kashani.

Mostafa Ahmadi Behdast Roshan, o cientista assassinado, era responsável pelo enriquecimento de urânio da usina de Natanz, uma das mais importantes do programa nuclear iraniano, e a revelação de sua própria esposa talvez seja a prova mais contundente de que o Irã esteja mesmo planejando construir bombas atômicas.

Autoridades iranianas têm acusado espiões do Mossad, o serviço secreto israelense, de estarem por trás do carro-bomba que matou Roshan em seu caminho para o trabalho no mês passado. O presidente israelense, Shimon Peres negou que seu país estivesse envolvido.

Na última quarta-feira, o general Benny Gantz, chefe do exército israelense, reiterou que um Irã com armas nucleares é uma ameaça existencial inaceitável para o Estado judeu. E a revelação de Balouri Kashani a respeito do objetivo do trabalho do seu marido fortalece a alegação israelense.

Em um artigo publicado recentemente pelo site iraniano “Alef”, o estrategista do aiatolá Ali Khamenei, Alireza Forghani, defendeu as razões pelas quais, "em nome de Alá, o Irã deve atacar Israel até 2014".

De acordo com o texto do estrategista, se o mundo muçulmano não atacar Israel no futuro próximo, "a oportunidade pode se perder e talvez não seja possível pará-los". O iraniano prevê também que, muito em breve, mísseis poderiam destruir Israel em "menos de nove minutos".

O texto foi reproduzido em outros sites governamentais do Irã, inclusive pela agência Fars. Nele Forghani se refere a Israel como "um tumor cancerígeno no Oriente Médio" e diz aos leitores que "todos os problemas" dos iranianos "são culpa de Israel".

Vale lembrar que o próprio presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, se referiu várias vezes a Israel como "um câncer" que deve ser removido do Oriente Médio. Apesar dessas evidências, os críticos de Israel continuam a acusar o Estado judaico de manipular a situação para provocar uma outra guerra sem sentido.

Enquanto isso, o Irã continua a insistir que seu programa nuclear secreto é pacífico por natureza, e os líderes ocidentais continuam ansiosos para que Teerã cumpra pelo menos parcialmente a sua palavra, a fim de evitar um conflito militar. Porém, segundo a esposa do falecido cientista iraniano, a comunidade internacional está a enfiar a cabeça na areia, em detrimento de Israel.


Links relacionados:
- Bomba mata cientista nuclear em Teerã; Irã acusa Israel
- Rumores de Guerra: Conflito entre Irã e Israel

EUA: Pastor Peruano pode ficar 45 anos preso por pregar contra o homossexualismo


No estado de Massachusetts, as leis são tão severas em relação a homofobia que mais de 400 líderes religiosos já foram presos.

O pastor peruano José Linares, fundador do Movimento Pro-Família (International CIPROFAM) pode ser condenado a 45 anos de prisão nos Estados Unidos por pregar contra o homossexualismo. No estado de Massachusetts, as leis são tão severas em relação a homofobia que mais de 400 líderes religiosos já foram presos.

O pastor foi preso pelo “Crime de Ódio” e de acordo com um de seus advogados ele “está sendo incentivado pela leitura de sua Bíblia, falando de Cristo para seu companheiro de cela”. Sobre a prisão, o representante diz que lamenta a decisão do juiz e se preocupa com o caso.

“Estamos preocupados com a violência dos manifestantes gays e do Estado. E como a imprensa tem sido indiferente sobre este caso, estamos tomando medidas, se tudo for favorável, ele está fora do país o mais rápido possível”, disse o Dr. James Lockett para a agência La Voz.

José Linares é casado com Iris Linares com quem tem dois filhos, nos últimos meses sua família tem sido alvo de ataques de militantes gays. Se o pastor for condenado poderá passar 45 anos atrás das grades, o processo contra ele foi movido por uma organização LGBT que o acusa de ser o responsável pela morte de um jovem gay, depois que fez um comentário sobre o homossexualismo em uma rádio.

“Tudo é uma armação dos ativistas LGBT, que sempre buscaram silenciá-lo e trancá-lo em uma prisão com falsos argumentos”, disso o advogado alegando que o grupo de homossexuais tem muito espaço na mídia, fazendo pressão para que o pastor seja condenado.

Fonte: http://gospel.azumare.com/pastor-peruano-pode-ficar-45-anos-preso-nos-eua-por-pregar-contra-o-homossexualismo

Rússia: Putin promete rearmamento "SEM PRECEDENTES"

'Temos que construir um NOVO EXÉRCITO', escreveu o atual primeiro-ministro, candidato à Presidência, propondo reforço na defesa em artigo a jornal oficial.

Da France Press

Vladimir Putin prometeu um rearmamento "sem precedentes" da Rússia diante dos Estados Unidos e um avanço do complexo militar-industrial que quer colocar, como na URSS, no centro do desenvolvimento do país, em um texto publicado nesta segunda-feira (20) no âmbito da eleição presidencial.

O atual primeiro-ministro Vladimir Putin, que foi chefe de Estado de 2000 a 2008 e é candidato à presidência, põe como prioridade a necessidade de responder à implantação de um escudo antimísseis na Europa pelos Estados Unidos e Otan mediante o "reforço do sistema de defesa aérea e espacial do país".

"Na próxima década serão destinados 23 bilhões de rublos (590 bilhões de euros, 773 bilhões de dólares) a estes objetivos (de rearmamento)", informa este longo texto publicado pelo jornal oficial Rosiskaya Gazeta, consagrado totalmente à questão militar.

"Temos que construir um novo exército. Moderno, capaz de ser mobilizado a qualquer momento", escreveu, considerando que o exército russo foi deixado de lado nos anos 1990 "no momento em que outros países aumentavam constantemente suas capacidades militares".


Apoiadores de Putin no Estádio Olímpico de Luzhniki, em Moscou

"Temos que superar completamente este atraso. Retomar um status de líder em todas as tecnologias militares", destacou Putin, citando o terreno espacial, a guerra no "ciberespaço", assim como as armas do futuro com efeito "geofísico, por raios, ondas, genes, psicofísico".

"A renovação do complexo militar industrial se converterá em uma locomotiva para o desenvolvimento dos mais diversos setores", disse Putin, quase certo de voltar no dia 4 de março ao Kremlim, que precisou deixar em 2008 ao estar impossibilitado pela Constituição de conquistar um terceiro mandato.

"Pretende-se que o renascimento do complexo militar-industrial seja um jugo para a economia, um peso insuperável que em seu tempo teria arruinado a URSS", comentou.

"Estou convencido de que isto é um profundo erro", escreveu o ex-agente do KGB (serviço de inteligência soviético), que, em 2005, classificou a explosão da União Soviética como a "maior catástrofe geopolítica do século XX".

"A URSS morreu por ter esmagado as tendências do mercado na economia (...). Não temos que repetir os erros do passado", destacou Putin, considerando que os novos investimentos no campo militar desta vez devem ser o "motor da modernização de toda a economia".

Motorista exibe bandeira com foto de Putin, candidato à Presidência, durante carreata no sábado (18), em Moscou (Foto: AFP)

Putin anunciou o "renascimento" da marinha russa, em particular no Extremo Oriente e no Grande Norte. Retomou também a acusação recorrente na Rússia contra os Estados Unidos sem nomeá-los, segundo a qual "ocorrem" deliberadamente conflitos ou zonas de instabilidade perto de suas fronteiras e o direito internacional nas crise mundiais é cada vez menos respeitado.
400 mísseis

Putin também anunciou a entrega em dez anos de "400 mísseis balísticos modernos, 8 submarinos estratégicos, 20 submarinos polivalentes, mais de 50 navios de superfície, cerca de cem veículos espaciais com função militar, mais de 600 aviões modernos, mais de 1.000 helicópteros, 28 baterias antiaéreas S-400...".

Os salários dos militares foram "praticamente multiplicados por três" no dia 1 de janeiro, e o exército russo - 1 milhão de homens - se tornará profissional para ter apenas 145 mil recrutas em 2020, anunciou.

Há um ano, o governo russo já havia anunciado um amplo plano de modernização do exército por cerca de 500 bilhões de euros (cerca de US$ 661 bilhões).

Extraído do portal de notícias G1.


Links relacionados (já publicados neste blog):

A Verdadeira Autoridade Espiritual

"Qualquer que entre vós quiser tornar-se grande,
será esse o que vos sirva." (Mc 10:43)

"Cristo ligou toda a autoridade na comunhão ao serviço fraternal. Autoridade espiritual autêntica só existe onde é cumprido o serviço de ouvir, servir, carregar e pregar.

Todo culto a uma pessoa, abrangendo qualidades excepcionais, capacidades, poderes e talentos extraordinários - ainda que sejam de ordem espiritual -, é mundano e não tem lugar na comunidade cristã, antes a envenena. O tão frequente anseio de nossos dias por 'figuras episcopais', 'pessoas sacerdotais', 'personalidade com autoridade' nasce, não raro, da necessidade espiritual mórbida de admirar seres humanos, de estabelecer autoridade humana visível, porque a autêntica autoridade de servir parece pequena demais.

Nada se opõe tanto a esse pensamento quano o texto de 1º Timóteo 3, onde o o bispo é retratado como homem simples e fiel, sadio na fé e na vida. Sua autoridade consiste no cumprimento do seu serviço. Não há o que admirar no homem em si.

'Quanto a vós não permitais que vos chamem Rabi, pois um só é vosso Mestre e todos vós são irmãos.' (Mateus 23:8)

Não é de personalidades brilhantes que uma comunidade precisa, mas de fiéis servidores de Jesus e dos irmãos. A questão da confiança espiritual, tão intimamente ligada à questão da autoridade, decide-se na fidelidade com que alguém cumpre o serviço de Jesus Cristo, e não nas qualidades extraordinárias de que dispõe.

A verdadeira autoridade pastoral só encontrará aquele servo de Jesus que não busca autoridade própria, mas que, sujeito à autoridade da Palavra, é um irmão entre irmãos."

Retirado do livro "Vida Em Comunhão",
de Dietrich Bonhoeffer, pg. 94
(Editora Sinodal)


O livro foi escrito em 1939, mas como é atual!


Homossexuais aliciam meninos para virarem transexuais em SP

Tráfico de adolescentes para prostituição homossexual
começa nas redes da internet

SÃO PAULO — Magro, cabelos compridos, short curto. M., 16 anos, abre o sorriso leve e ingênuo dos adolescentes quando perguntado se pode dar entrevista. O relógio marca 1h de sexta-feira. “M” é um garoto e está na calçada, numa das travessas da Avenida Indianópolis, conhecido ponto de prostituição de travestis e transexuais, escancarado em meio a casas de alto padrão do Planalto Paulista, na Zona Sul de São Paulo. A poucos passos, mais perto da esquina, está “K”, também de 16 anos.

Adolescente aliciado por redes homossexuais

“M” e “K” são a ponta do novelo que transformou São Paulo num centro de tráfico de adolescentes nos últimos cinco anos. Meninos a partir de 14 anos são aliciados no Ceará, no Rio Grande do Norte e no Piauí e, aos poucos, são transformados em mulheres para se prostituírem nas ruas de São Paulo e em países da Europa. Misturados a travestis maiores de idade, eles são distribuídos em três pontos tradicionais de prostituição transexual em São Paulo: além da Indianópolis, são encaminhados para a região da Avenida Cruzeiro do Sul, na Zona Norte, e Avenida Industrial, em Santo André, no ABC paulista.

O primeiro contato é feito por meio de redes de relacionamento na internet. Uma simples busca por “casas de cafetina” leva os garotos a perfis de aliciadores homossexuais. Após o primeiro contato, pedem que o adolescente encaminhe uma foto por e-mail, para que seja avaliado. Se for considerado interessante e “feminino”, eles têm a passagem paga pelos aliciadores. Ao chegar a São Paulo, passam a morar em repúblicas de transexuais e a serem transformados. Recebem inicialmente megahair e hormônios femininos. Quando começam a faturar mais com os programas nas ruas, vem a oferta de prótese de silicone nos seios. Os escolhidos para ir à Europa chegam a ser “transformados” em tempo recorde, apenas cinco meses, para não perder a temporada na zona do euro.

É fácil identificar os adolescentes recém-chegados. Além do corpo típico da idade, eles têm seios pequenos, produzidos por injeção de hormônios, e megahair. Testados inicialmente na periferia, os meninos são distribuídos nos pontos de prostituição de acordo com a aparência. Os considerados mais bonitos recebem investimento mais alto e vão trabalhar na área nobre da cidade. Na Avenida Indianópolis, recebem R$ 70 por um programa no drive in e R$ 100 se o programa for em motel. Nos outros dois endereços, o valor é bem mais baixo: entre R$ 30 e R$ 50 no drive in e R$ 70 a R$ 80 em motel.

Menores evitam ruas principais

Não faltam interessados. A partir de 17h, homens homossexuais na faixa de 30 a 50 anos aproveitam o fim do expediente para, antes de seguir para casa, fazer programas rápidos com os transexuais na Indianópolis. Um furgão preto, com insulfilme, faz o transporte de vários transexuais. Mas, nesse horário de maior movimento, dificilmente os menores ficam à vista nas calçadas.

Por existirem há décadas, os pontos de prostituição de travestis são vistos com naturalidade pelos moradores de São Paulo, principalmente agora com leis anti-“homofobia” que punem a crítica ao homossexualismo. Se antes se podia criticar, agora nem isso. Afinal, o homossexualismo em São Paulo está sob a proteção do PSDB e parece que a prostituição homossexual está incluída nessa proteção.

Em geral, os transexuais adolescentes ficam nas travessas, atrás dos grupos de maiores de idade, que ficam quase nus e são extremamente imorais. Os dois grupos convivem bem com a vizinhança, exceto pelo constrangimento proporcionado pelos mais velhos (acima de 25 anos) sem roupa ou exibindo abertamente partes íntimas ou siliconadas.

Os adolescentes são mais discretos, menos siliconados e “montados”. Os implantes de silicone nos seios são menores, num apelo direcionado aos pedófilos. Eles usam saias e shorts curtinhos, como “M” e “K”, e podem muitas vezes ser confundidos com meninas.

Como na Indianópolis prostitutas e travestis dividem espaço, clientes são surpreendidos pela nova leva de jovens vindos de outros estados, de aparência cada vez menos óbvia.

“Y”, 19 anos, é um dos transexuais que fazem aumentar a confusão. Aos 15, foi levado a São Paulo pela rede homossexual de prostituição e pedofilia.

— A cafetina viu que eu era feminina e que ganharia muito dinheiro. Minha mãe assinou autorização para eu viajar, e vim de avião. Ficou preocupada, como toda mãe, mas deixou — conta.

Inicialmente, foi levado a trabalhar na Avenida Industrial, em Santo André, no ABC paulista. Pagava R$ 20 pela diária na república, sem almoço.

— Quem não tivesse os R$ 20 tinha de voltar para a rua, não entrava enquanto não conseguisse — diz ele.

Mesmo sem ter sido transformado, já chamava atenção. Logo começou a faturar R$ 250 por dia. Aos 16 anos, recebeu “financiamento” para colocar prótese de silicone no seio. O implante foi feito por cirurgião plástico. Custou R$ 4 mil, mas “Y” teve de pagar R$ 8 mil à cafetina, pois não tinha dinheiro para quitar à vista.

“Y” diz que aceitou porque queria ficar feminina logo. Neste mercado, os seios são vistos como principal atributo. Quanto mais aparência de mulher, mais os clientes pagam. Agora, o jovem mora sozinha num flat e paga seu aluguel. Diz que divide o espaço da avenida tranquilamente e já não deve nada a ninguém. Faz entre seis e 10 programas de prostituição por noite, afirma, enquanto lança olhares às dezenas de carros que passam rente à calçada, aguarda possivelmente um cliente homossexual.



Link relacionado:
- Meninos são aliciados para virar transexuais em SP
http://oglobo.globo.com/pais/meninos-sao-aliciados-para-virar-transexuais-em-sp-3950782

Canoas: Adolescentes deixam a cidade para retiros espirituais

Fiéis da Igreja Batista Filadélfia buscam atividades
que envolvem lazer e religião.

Melissa Maschka/Da Redação - 15/2/2012 - 16:04

Canoas - Para muita gente o período de Carnaval, ao invés de festa, é tempo de reflexão, e por esse motivo, algumas religiões programam, nos quatro dias que seriam de folia, retiros espirituais para os seus fiéis.

Um desses casos é a Igreja Batista Filadélfia de Canoas que há 30 anos, desde a fundação da igreja, realiza os retiros de Carnaval. Conforme a secretária do templo Vanessa Corrêa, os seguidores da igreja não frequentam festas, por esse motivo, não se importam em não pular Carnaval. "Não ligamos, e por isso, aproveitamos este tempo do feriado para o lazer e a comunhão", diz Vanessa.

Os retiros da Igreja são divididos por idades: os adolescentes, entre 14 e 18 anos, participam do retiro no sítio Canaã, na cidade de Taquara. Já os jovens, a partir dos 18 anos, vão para Guaíba, no sítio Peniel, sendo que cada grupo possui atividades específicas, que têm mais a ver com os gostos de cada um.

Renovação e transformação

A estudante do 1º ano do Ensino Médio, Kelly Oliveira da Rosa, de 14 anos, participou pela primeira vez do retiro no ano passado e diz que a experiência foi melhor do que ela esperava. "Foram muito impactantes as conversas que tivemos com Deus. E o melhor de tudo foi desfrutar a companhia dos meus amigos", contou a garota, que está contando os dias para sábado, quando irá para o sítio.

Já a professora Crislaine de Souza Oliveira, 23, participa dos retiros de Carnaval há cinco anos e diz gostar muito. "A gente volta de lá renovado, transformado, com outro ânimo", afirma.

Fonte: Bah! Digital.

Perseguição Religiosa: Conselho de Psicologia inicia um processo de cassação contra Marisa Lobo

Conselho de Psicologia dá um prazo de 15 dias para que Marisa Lobo tire das redes sociais toda mídia que a vincule a sua fé cristã, estando ameaçada de cassação (a foto acima foi postada nas redes sociais e também virou motivo de perseguição)


No último dia 09 de fevereiro, às 11 horas da manhã, a psicóloga Marisa Lobo recebeu uma convocação para se apresentar ao Conselho Regional de Psicologia. O motivo seriam várias denúncias recebidas pelas redes sociais sobre seu exercício profissional.

Ao chegar ao conselho, Marisa Lobo tirou uma foto lendo a bíblia, dizendo estar lendo seu Manual de Ética enquanto aguardava.

Ao entrar no Conselho foi recebida por duas fiscais, que a colocaram a par das denúncias, todas feitas por ativistas gays, usuários de maconhas e ateus, que estavam se sentindo incomodados com a postura da mesma em se declarar psicóloga e cristã, por assumir em suas redes sociais que é cristã e pelos seus questionamentos de conteúdo do "kit gay".

As fiscais leram todo Código de Ética, reforçando que ela é muito conhecida e que sua posição fere o Conselho de Psicologia, induzindo pessoas a posições contrárias ao homossexualismo e a convicções religiosas.


Relato de Marisa Lobo

"Sobre a mesa colocaram xerox de recados de twitter, o que me deixou indignada: como poderia estar sendo chamada para discutir ética, por denúncias de ateus, militantes gays, canabistas sem base legal alguma e que claramente me perseguem pelas minhas posições de direito de professar minha fé? Me senti perseguida, ouvi coisas absurdas, uma pressão psicológica que, se eu não tivesse sanidade mental, teria me acovardado e desistido de minha fé.

Tentaram o tempo todo me vincular a homofobia, deixei claro que processaria todos eles, pois não sou homofóbica, nunca agredi ninguém, apenas tenho minhas opiniões, que foram claramente negadas a mim pelas fiscais. Me senti tolhida em meu direito de liberdade de expressão."


Frases que foram ditas pelas fiscais e que causaram indignação

"Você não tem o direito, não pode se dizer cristã e psicóloga ao mesmo tempo. É ferir o código de ética."
"Você não pode dizer que Jesus cura, sendo psicóloga."
"Você não pode se dizer psicóloga e cristã. Guarde sua fé pra você, não tem direito de externar para mídia."
"Você não pode dar declarações que induza pessoas a acreditar que seu Deus cura, como faz em seus sites e blogs."
"Você não tem direito de dizer em público que ama gay, mas quer ter um filho hetero."
"Me questionaram que eu disse em uma palestra que não acredito em cura da dependência química sem Deus."


Continuação do relato da psicóloga Marisa Lobo

"Quando mandei que me dessem um exemplo de cura da dependência química só pela ajuda psicológica, ficaram em silêncio. Eu disse que conheço centenas de casos, falei das estatísticas das comunidades e serviços que trabalham a fé, e dos meus 15 anos de trabalho na área vendo os milagres da transformação, apenas por dar essa oportunidade às mães e usuários de saberem que existe um Deus que pode tirá-los desse lixo que a Psicologia não tem conseguido. Claro que a situação ficou mais crítica.

Entendi que a pessoa pode morrer na sua frente, mas você como psicólogo não pode, em nenhum momento, falar de Deus para a pessoa.

Contei o exemplo de uma mulher que entrou em meu consultório e me disse:

- Dê-me uma razão para viver, ou vou sair daqui e vou desistir da minha vida!!!

Eu dei: Deus, e ela está viva e bem até hoje.

E perguntei o que deveria ter feito, já que ela se tratava com psicólogos psiquiatras, tinha luto patológico, era depressiva suicida e não tinha vontade de viver: deveria deixá-la morrer então? A dar a ela a chance de acreditar que existe Deus, eternidade? Não souberam responder. Enrolaram e mudaram de assunto.

Quando questionei que estavam me pedindo para negar Deus se quiser continuar exercendo minha profissão, elas se olhavam, e diziam:

- Não é isso, você pode ter sua fé, mas não pode externar. Guarde pra você, pois está induzindo pessoas a acreditarem em você pela sua influência.

Deixei claro que não uso a religião para tratar meus pacientes. Não tenho nenhuma reclamação em 15 anos no conselho, eles sabem disso. Então não estava entendendo, por que tanto código de ética, se com meus pacientes nunca cometi um erro?

Sou uma cidadã livre, a Constituição me dá esse direito de professar minha fé, fora do meu consultório. Elas sempre debatiam, dizendo: 'como psicóloga não'.

Quando disse que então seria cassada, pois não negaria minha Fé, uma delas que disse:

- Você não precisa ser cassada, pode abandonar a Psicologia.

Disse que não abandonaria minha profissão, que não estou sozinha, que paguei caro pela minha formação, gastei anos da minha vida, e que não vou abandonar minha profissão, e que pago caro o conselho, também elas me responderam:

- Então deixe de falar de seu Deus de sua fé.

Eu enfrentei e disse: 'Vamos para o enfrentamento e cassação'.



Conforme texto abaixo, tenho 15 dias para tirar das redes sociais tudo que me ligue a religião.

VEJA A MINHA RESPOSTA ABAIXO:

NÃO NEGO MINHA FÉ. TENHO ORGULHO DE SER CRISTÃ. É MINHA IDENTIDADE.
TENHO QUE SER RESPEITADA POR ISSO. LIBERDADE DE EXPRESSÃO."





Comentário;

Por sermos cristãos, temos o dever de orarmos por essa mulher de coragem, a psicóloga Marisa Lobo, para que ela não seja impedida de trabalhar em prol das outras pessoas, não desanime e que não ceda às pressões daqueles que rejeitaram ao único Deus, sábio e poderoso, que criou os céus, a Terra e tudo o que nela existe.



"Mas qualquer que me negar diante dos homens, eu o negarei também diante de meu Pai, que está nos céus."
(Jesus Cristo, segundo Mateus 10:33)

"Ai daqueles que ao mal chamam bem, e ao bem, mal, que mudam as trevas em luz e a luz em trevas, que tornam doce o que é amargo, e amargo o que é doce!"
(Isaías 5:20)

"É inviolável a liberdade de consciência e de crença"
(Constituição Federal de 1988, artigo 5º, inciso VI)

Quem realmente está por trás das atrocidades na Síria?

A imprensa está contando apenas um lado da história

Aaron Klein

Predominam na mídia notícias acusando as forças do presidente sírio Bashar Assad de terem matado pelo menos 67 civis na fortaleza rebelde em Homs.

Essas notícias são as últimas acusações de que soldados e guardas de Assad estariam envolvidos em atrocidades em massa contra civis desarmados.

A grande maioria dessas notícias se apoia em alegações de ativistas locais e anônimos.

Muitas reportagens em língua inglesa sobre os eventos recentes na Síria examinadas pelo WND cometem negligência ao não citarem o lado sírio, que afirma que terroristas armados, incluindo islâmicos, forçaram as forças sírias a abrir fogo em áreas civis.

A Síria afirma também que os terroristas estão por trás do assassinato de civis.

Um grande número de notícias americanas e internacionais dos últimos meses examinado pelo WND quase uniformemente se recusa a noticiar o número de soldados que a Síria afirma terem sido mortos nos confrontos, contando apenas uma versão da história, a de que os soldados sírios estariam disparando em zonas civis e descartando a possibilidade de estarem lutando contra uma insurgência bem armada.

Um exemplo foram as acusações do último dia 8, de que as forças sírias teriam invadido Homs e matado 67 civis, incluindo três famílias em suas casas, supostamente por guardas leais a Assad.
Contudo, a Síria questionou abertamente o número e afirma que “terroristas armados” estavam por trás das mortes de civis.

O Syrian Arab News Agency (SANA), site de notícias do governo sírio em língua inglesa, noticiou que no dia 8 um “grupo terrorista armado” detonou um carro bomba no bairro de al-Bayyada em Homs, causando morte e ferimentos entre vários civis e membros das forças de segurança.

A Síria acusou os terroristas de bombardearem áreas civis e de incendiar dois tanques de combustível.

O SANA afirma que “os grupos armados atiram na população, bloqueiam estradas e atacam instalações públicas e privadas”.

A Síria afirma que as suas tropas desarmaram vários explosivos plantados pelos “grupos terroristas armados” em várias rodovias, enquanto que os jihadistas sequestraram vários cidadãos no povoado de Tseil, na província de Daraa, que depois foram libertados pelas forças sírias.

A agência SANA afirma ainda que os grupos terroristas armados assaltaram várias casas nos bairros de al-Khalidiyyeh, al-Bayyada e al-Nazihinn em Homs.

As notícias mais recentes da mídia omitem as declarações quase diárias da Síria de que vários soldados, chegando a doze por dia ou mais, estão sendo mortos em combate contra os supostos grupos armados.

Na segunda-feira, por exemplo, a Síria listou os nomes de 13 soldados, afirmando que haviam sido mortos em combate no dia anterior.

A SANA afirmou que os funerais foram conduzidos na terça-feira para mais 30 membros das forças de segurança.

No último domingo, a Síria rebateu acusações de que as forças de Assad teriam massacrado mais de 200 civis em Homs.

Uma autoridade síria disse ao WND que um “grupo terrorista armado” começou atacando uma guarita em Palmyra, na área rural de Homs.

A autoridade síria também acusou o suposto grupo terrorista de alvejar civis, afirmando que as forças sírias encontraram e desarmaram vários explosivos localizados em áreas civis dentro e nos arredores de Homs.

Essa rotina foi confirmada por um relatório que vazou da Liga Árabe.

O relatório, postado pelo grupo hacker Anonymous, afirma que observadores da Liga Árabe testemunharam várias vezes uma “entidade armada” provocar as forças sírias e colocar as vidas de civis em perigo.

Essa parte do relatório confidencial diz o seguinte: “A Missão apurou que há uma entidade armada que não foi mencionada no protocolo… Em algumas áreas, essa entidade armada reagiu atacando as forças de segurança da Síria, fazendo com que o governo respondesse com mais violência. No fim, civis inocentes pagam o preço por essas ações, sendo mortos e feridos”.

Traduzido por Luis Gustavo Gentil do artigo original de WND: “Who’s really behind atrocities in Syria?


Comentário de Julio Severo: A “Primavera Árabe”, sob incitação do governo dos EUA sob Obama, está derrubando governos islâmicos não tão radicais e entregando o governo diretamente para a Irmandade Islâmica, totalmente radical, deixando os cristãos em situações horripilantes de perseguição, tortura e morte.


Fonte em português: Blog do Julio Severo.


Links relacionados:

- Queda do regime de Assad na Síria será um desastre para os cristãos da Síria e de regiões próximas

- Como as potências ocidentais ajudam na perseguição aos cristãos

Rumores de Guerra: Conflito entre Irã e Israel

Aiatolá Khamenei: "Matem todos os judeus, aniquilem Israel"


Irã expõe argumento legal para desferir ataque genocida contra “tumor cancerígeno”

Reza Kahlili*

O governo iraniano, por meio de um site autorizado, expôs a justificativa legal e religiosa para destruir Israel e matar seu povo.

A doutrina inclui a eliminação de assentamentos israelenses e dos judeus ao redor do mundo.

Chamando Israel de um perigo para o islamismo, o site conservador Alef, que tem ligações com o líder supremo do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, afirmou que a oportunidade não deve ser perdida para remover “essa substância que estraga tudo”. É uma “justificativa jurisprudencial” matar todos os judeus e aniquilar Israel, e nesse ponto, o governo islâmico do Irã deve assumir a liderança.

O artigo, escrito por Alireza Forghani, um analista e especialista em estratégia no campo do aiatolá Khamenei, já foi divulgado na maioria dos sites estatais iranianos, incluindo a agência Fars News, da Guarda Revolucionária, mostrando que o regime endossa a doutrina.

Como Israel irá atacar as instalações nucleares do Irã, há uma justificativa para lançar um ataque cataclísmico preventivo contra o Estado de Israel, argumenta a doutrina.

Na sexta-feira, em um importante discurso durante as orações, Khamenei anunciou que o Irã irá apoiar qualquer nação ou grupo que atacar Israel, o “tumor cancerígeno”.

O Ministério da Defesa do Irã anunciou neste fim de semana que realizou o teste de fogo de um míssil de dois estágios e combustível sólido, e se vangloriou de ter lançado com sucesso um novo satélite em órbita, lembrando o Ocidente que seus engenheiros dominaram a tecnologia de mísseis balísticos intercontinentais, ao mesmo tempo em que o Estado Islâmico avança o seu programa de armas nucleares.

O comandante da Guarda Revolucionária, o general de brigada Seyyed Mehdi Farahi, afirmou em agosto que o míssil Safir, capaz de transportar um satélite ao espaço, pode facilmente ser lançado paralelamente à órbita da Terra, o que o transformaria em um míssil balístico intercontinental. Os analistas ocidentais não acreditavam que isso iria acontecer até 2015. Historicamente, orbitar um satélite é critério para atribuir a uma nação a capacidade de lançar esse tipo de míssil.

Forghani detalha o dever islâmico da jihad conforme está exposto no Alcorão em nome de Alá e afirma que a “jihad principal”, de acordo com alguns juristas xiitas, só pode acontecer quando o “messias” Mahdi, o imame secreto, 12º imame de acordo com os xiitas, retornar. Os xiitas acreditam que o retorno do Mahdi irá preceder o Armagedom.

Na falta do imame secreto, afirma Forghani, a “jihad defensiva” poderia acontecer quando o islã for ameaçado, e os muçulmanos devem defender o islã e matar seus inimigos. Para justificar tal ação, Alef cita o primeiro imame xiita, Ali, que afirmava que “Iniciar uma guerra contra inimigos com quem a guerra é inevitável e que tenham grande probabilidade de atacar muçulmanos no futuro próximo é uma necessidade e um dever dos muçulmanos”. Nesse aspecto, o aiatolá Khamenei emitiu uma fatwa em que autorizou o cumprimento da jihad principal em uma era de ausência do imame secreto sob a autorização de Vali Faghih.

O artigo então cita o Alcorão (Al Bácara 2:191-193): “Matai-os onde quer se os encontreis e expulsai-os de onde vos expulsaram, porque a perseguição [de muçulmanos] é mais grave do que o homicídio [de infiéis]... E combatei-os até terminar a perseguição e prevalecer a religião de Alá”.

É dever de todos os muçulmanos participar dessa jihad defensiva, afirma Forghani. A fatwa emitida pelo último Aiatolá Ruhollah Khomeini deixou claro que qualquer dominação política por infiéis sobre muçulmanos autoriza estes a defender o islamismo por todos os meios. O Irã agora possui os meios para lançar destruição contra Israel, e em breve terá ogivas nucleares para seus mísseis balísticos intercontinentais.

Para atacar o Irã, conforme o artigo, Israel precisa da aprovação e do apoio dos EUA, e sob o atual clima passivo dos EUA, a oportunidade não deve ser perdida para varrer Israel antes que Israel ataque o Irã.

Sob essa doutrina preventiva, vários pontos zero de Israel devem ser destruídos e o seu povo aniquilado. Forghani cita o último censo da Agência Central de Estatísticas de Israel, que mostra que o país possui uma população de 7,5 milhões de cidadãos, dos quais a maioria de 5,7 milhões é de judeus. Ao se detalhar os distritos com a maior concentração de judeus, o censo indica que três cidades: Telavive, Jerusalém e Haifa possuem mais de 60% de população judaica, que o Irã poderia definir como alvo dos seus mísseis Shahab 3, matando todos os seus habitantes.

Forghani sugere que o míssil iraniano Sejil, que é de dois estágios com uma trajetória e velocidade que são impossíveis de interceptar, devem mirar instalações israelenses, tais como: a usina nuclear Rafael, que é o principal centro de engenharia nuclear de Israel; a usina nuclear Eilun; outro reator israelense em Nebrin; e o reator Dimona no centro de pesquisa nuclear em Neqeb, o mais importante reator nuclear do país por produzir 90% do urânio enriquecido das suas armas nucleares.

Outros alvos, de acordo com o artigo, incluem aeroportos e bases da força aérea como a de Sedot Mikha, que contêm os mísseis balísticos Jericho, localizada no sudoeste da base aérea de Tel Nof, onde se encontram os aviões equipados com armas nucleares. Alvos secundários incluem usinas nucleares, estações de tratamento de água e esgoto, recursos energéticos e infraestruturas de transporte e comunicação.

Finalmente, afirma Forghani, os mísseis Shahab 3 e Ghadr podem mirar assentamentos urbanos até que os israelenses sejam exterminados.

Forghani afirma que Israel poderia ser destruído em menos de nove minutos e que o Khamenei, como autoridade máxima, o Velayete Faghih (jurista islâmico), também acredita que Israel e os EUA não apenas devem ser derrotados como exterminados.

Os radicais no poder do Irã hoje não apenas possuem mais de 1000 mísseis balísticos, mas estão a ponto de poder lançar um míssil intercontinental, além de possuírem urânio enriquecido suficiente para seis bombas nucleares, pois eles continuam com alta produção de urânio enriquecido, apesar das quatro rodadas de sanções da ONU ao país.

O documentário secreto produzido pelo Irã “A Vinda Está Próxima” indica claramente que esses radicais acreditam que a destruição de Israel irá desencadear a chegada do último messias islâmico, e que até Jesus Cristo (que irá se converter ao islamismo) irá atuar como seu representante, rezando a Alá e posto atrás do 12º imame.

Veja o vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=WwiadYT-N9k


* Reza Kahlili é um pseudônimo de um ex-agente da CIA que atuou na Guarda Revolucionária do Irã e é autor do premiado livro “A Time to Betray”. Reza Kahlili também é veterano da organização EMPact America e ensina no Academia Conjunta de Treinamento de Contra-inteligência do Departamento de Defesa dos EUA.

Traduzido por Luis Gustavo Gentil do artigo original de WND: “Ayatollah: Kill all Jews, annihilate Israel”

Fonte em português: Blog do Júlio Severo.

Links relacionados:

- Futura Guerra Contra Israel (Ezequiel 38-39)
http://gif15.blogspot.com/2011/03/futura-guerra-contra-israel-ezequiel-38.html

- Irã destruiria Israel em menos de 9 minutos (e antes de 2014)
http://www.farsnews.com/newstext.php?nn=13901115000639

- Razões jurisprudenciais para a destruição de Israel
http://www.alef.ir/vdcepw8zwjh8ewi.b9bj.html?142262

(dica: usar o Google Translator nos sites iranianos)

Sinais dos Tempos: Preparando as crianças para a chegada dos últimos dias...



Para bom entendedor...

Como age o pessoal das FARC-EP*


* FARC-EP = Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia - Exército "do Povo".


Na prática: "COMUNISMO".

Bolívia: Reforma Educacional com Visão "Indígena e Anti-Imperialista"


Depois da esquerda brasileira tentar "reescrever a História" nos livros escolares das escolas públicas, chegou a vez dos políticos de esquerda na Bolívia tentarem fazer o mesmo por lá, só que conseguiram fazer ainda pior: dessa vez o ponto de vista será radicalmente "revolucionário e anti-imperialista". Acabou a imparcialidade.

E uma das primeiras medidas na terra de Evil Evo Morales foi (adivinhe?): alterar as aulas de religião, tirando o foco no conteúdo historicamente judaico-cristão e adicionando um conteúdo mais voltado à cultura indígena, centrada no culto à deusa Pachamama ("Mãe-Terra").

Do jeito que a coisa anda, não duvido que daqui há pouco vão querer obrigar as crianças de lá a fazerem a dança da chuva, também...
:-)


Notícia relacionada:
http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/afp/2012/02/06/bolivia-reforma-educativa-com-visao-indigena-e-antiimperialista.htm



"Só duas coisas são infinitas, o universo e a estupidez humana, mas não estou seguro sobre o primeiro."
(Albert Einstein)

Não foi só o Lula que falou bobagem a respeito dos evangelhos...

Olha só essa, do então candidato democrata a presidente dos EUA em 2000, Al Gore (já era vice-presidente na época):

“Segundo a tradição da minha fé, está escrito no Evangelho de Mateus, ‘Onde colocas o teu coração, lá se encontra o teu tesouro’. É por isso que devemos valorizar o meio ambiente”.



Tsc, tsc, tsc... Até o Lula sabe mais dos evangelhos do que esse daí...



Ps: Só faltou dizer que Jesus era filiado ao Partido Verde...
;-)


"Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam, mas ajuntai tesouros NO CÉU, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam. PORQUE ONDE ESTIVER O VOSSO TESOURO, AÍ ESTARÁ TAMBÉM O VOSSO CORAÇÃO."
(Mateus 6:19-21)

Os Estados Unidos já não são mais páreo para a Russia...

Ainda mais depois que a Rússia desenvolveu o sistema de segurança abaixo:


O Sistema Antimíssil S-400

Foto: RIA Novosti


Damos prosseguimento à série de programas dedicados aos melhores exemplos de armas russos. Um dos exemplos mais recentes é o sistema antimíssil (SAM), Triunfo (S-400) ou SA-21 Growler (Resmungão) na classificação da OTAN.

O S-400 se destina à destruição de todos os meios aeroespaciais de ataque existentes e futuros, assim como os aviões de reconhecimento, aeronaves táticas e estratégicas e os mísseis táticos e mísseis balísticos de curto e médio alcance.

Também se destina à destruição de alvos hipersônicos, aeronaves de interferências, de radar e de orientação de mísseis. Cada sistema S-400 pode atacar em simultâneo 36 alvos e guiar contra eles até 72 mísseis. O sistema S-400 pode atingir, a uma distância de 400 km, alvos aerodinâmicos, e, a uma distância de 60 km, alvos balísticos táticos voando a uma velocidades de até 4,8 km por segundo: os mísseis de cruzeiro, aviões stealth.

O S-400 pode detectar um alvo a uma distância de até 600 km e atingir os alvos voando a uma altitude de 5 metros (compare-se: o sistema americano “Patriot” é capaz de atingir alvos voando a uma altitude não inferior a 60 metros). Tudo isso é possível graças a uma ogiva autoguiada completamente nova instalada nos mísseis e que pode funcionar em regime semi-ativo e ativo, especialmente contra os alvos voando alto.

Ao ganhar a altura, o míssil entra em regime de busca programado pela equipe terrestre e se guia sozinho contra o alvo detectado. Um sistema S-400 pode levar até quatro mísseis desse tipo. Em geral, segundo especialistas, o S-400 não só não tem análogos no mundo, mas também supera muito todos os sistemas desse tipo existentes. Atualmente, a Defesa Anti-Aérea russa está recebendo sistemas em causa.

Fonte: Voz da Rússia.


Ps: E isso que eu não cheguei a falar dos mísseis submarinos que a Rússia e o Irã estão desenvolvendo...
:-(

Evangélicos conservadores na mira do PT

Homem sinistro do PT teme poder de programas evangélicos de TV e diz que governo está preparando mídia para contestar posições evangélicas sobre aborto e homossexualismo

Julio Severo

Um dos homens mais sinistros do PT fez uma importante revelação na semana passada: O PT precisa fazer uma disputa ideológica com os líderes evangélicos pelos setores emergentes.
Gilberto Carvalho, secretário-geral da Presidência da República do governo de Luiz Inácio Lula da Silva, foi o principal articulador do PT nos eventos depois do assassinato de Celso Daniel, o prefeito petista de Santo André que “sabia demais”. Várias pessoas que foram testemunhas do assassinato foram depois também assassinadas. O caso envolvia grandalhões.

Carvalho era braço-direito do prefeito e, conforme denunciaram os irmãos do prefeito assassinado que hoje encontram-se exilados em outro país por ameaças de morte, o PT tinha um grande esquema de corrupção em Santo André, onde enormes somas de dinheiro eram levadas à cúpula do PT — no caso, para José Dirceu.

Com a força sinistra de Carvalho, o caso foi abafado, com todos os seus escândalos e sangue derramado.

Com essa força, Carvalho aparece no Fórum Social Mundial, em Porto Alegre, para se dirigir a militantes esquerdistas do mundo inteiro. O evento também contou com a presença do terrorista assassino italiano Cesare Battisti.

O colunista Reinaldo Azevedo, falando de Carvalho, disse: “Os petistas, embora não o digam em público, consideram que a oposição está liquidada”. De fato, o PT não tem oposição política ou midiática secular nenhuma. O PSDB, que é pintado como “oposição”, nada mais faz do que imitar o PT, como comprova a insana lei anti-“homofobia” do Estado de São Paulo, a qual saiu diretamente das entranhas do PSDB.

No Fórum Social Mundial, segundo Azevedo, Carvalho disse que o governo quer criar uma mídia estatal para o povo, porque o governo não quer que o povo fique “à mercê da mídia conservadora”.

Na eleição de 2010, o Brasil inteiro viu como o PT estremeu quando as denúncias de sites e blogs evangélicos contra o aborto e o homossexualismo colocaram em risco a eleição de Dilma Rousseff, que precisou mentir para ganhar o público evangélico. O PT continua com medo dos evangélicos.

De modo geral, a mídia evangélica se abstém de tocar em assuntos que incomodam o governo, como aborto e homossexualismo. Às vezes, quando falam, acabam recuando, como aconteceu com uma poderosa instituição evangélica que postou um manifesto contra o PLC 122, mas prontamente o retirou quando os ativistas gays ameaçaram — incidente desagradável que foi devidamente tratado pelo filósofo Olavo de Carvalho.

Entretanto, na televisão, a voz mais forte e vigorosa contra a agenda gay tem sido a de Silas Malafaia, seguida de algumas outras poucas vozes de líderes neopentecostais.

Essas vozes poderiam ser mais fortes, mas foram cooptadas ao PT mediante o trabalho satânico de evangélicos petistas. No início da década de 1990, a revista Ultimato, de linha calvinista esquerdista, se revoltava contra a oposição neopentecostal feroz ao PT. Paul Freston, que era membro de carteirinha do PT e articulista da Ultimato, se queixava de que as igrejas neopentecostais usavam suas redes de televisão para mostrar oposição sólida ao PT, e questionava como levá-las aos currais petistas.

Graças à lábia macia de Caio Fábio, que era então colunista da revista Ultimato e o maior pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil, essas igrejas acabaram se unindo a muitas igrejas históricas no apoio ao PT, embora muitas delas ainda usem, ainda que timidamente, seus canais de televisão para condenar a legalização do aborto e da sodomia.

Gilberto Carvalho, o homem sinistro do PT, mostra que o PT vê essas igrejas midiáticas como uma oposição que não existe em nenhuma outra parte no Brasil. Claro que os poucos sites e blogs cristãos conservadores também são uma ameaça ao poder absoluto que o PT exige sobre as mentes e corações, mas as redes de televisão neopentecostais estão agora na mira da preocupação do PT.

Eis, nas palavras de Reinado Azevedo, como o PT vê os programas evangélicos de TV que condenam o aborto e o homossexualismo:

A força que o [PT] teme é justamente a religiosa. E, no caso, não é a Igreja Católica que os preocupa. Embora tenha cooptado o PRB — o partido da Igreja Universal do Reino de Deus, do autointitulado “bispo” Edir Macedo, dono da Record —, o PT sabe tratar-se de uma vistosa, mas pequena parte dos evangélicos. Seguindo os passos da teoria gramsciana, o “partido” tem de se consolidar como um “imperativo categórico”, de modo que toda ação concorra para fortalecê-lo. Mesmo os movimentos de crítica e reação hão de estar subordinados a este ente. Haver organismos, entidades, grupos ou religiões que cultivem valores fora do abrigo do partido é inaceitável.

Os “pensadores” do PT querem começar a criar as condições para limitar ou anular a influência das igrejas evangélicas especialmente nas questões relativas a costumes. O projeto petista se consolida é com a completa laicização da sociedade, sem espaço para a moral privada ou de grupo. Teses como descriminação do aborto, legalização das drogas, união civil de homossexuais, proselitismo sexual nas escolas (nego-me a chamar de “educação” o tal kit gay, por exemplo) tendem a encontrar resistência. E as vozes que lideram essa resistência costumam ser justamente as dos evangélicos. Setores da Igreja Católica também reagem, sim, mas sabemos que a Santa Madre está infestada de esquerdistas de batina (ou melhor: sem batina!).

Ora, conjuguemos as duas propostas de Carvalho, feitas no Fórum Social: ele quer o estado produzindo “informação” para a classe C justamente para disputar almas com os evangélicos. O PT chegou à fase em que acredita que pode também ser “igreja” — e seu “deus”, como se sabe, é o Apedeuta… Os petistas ainda não engoliram o recuo que tiveram de fazer em 2010, no debate sobre o aborto, por causa da pressão dos cristãos.

Os cristãos evangélicos entraram no alvo de médio prazo do PT. Cuidem-se ou serão também engolidos.


Link relacionado:
- O PT, que dá a oposição como liquidada, estuda agora um futuro confronto com os evangélicos