Alabaster Box

Silas Malafaia diz que ativistas gays são parasitas do Estado

Discurso do pastor Silas Malafaia na audiência pública ocorrida na terça-feira última, a respeito do projeto de Lei nº 122/2006, que pretende criminalizar a homofobia.

video
(disponível também no Youtube)

A reunião aconteceu na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) do Senado Federal.

Abaixo uma transcrição do discurso do Malafaia (comentários em colchetes):

"Vocês sabiam que o artigo 5º da Constituição não pode ser mudado, por emenda? Não pode. Não pode, tá no artigo 60, parágrafo 4 [cláusulas pétreas, direitos e garantias constitucionais]. Ele não pode ser mudado, não tem como ser mudado: a liberdade de expressão, a liberdade por convicção de crença, religiosa, e política, ninguém pode ser cerceado.

Aqui também, nessa famigerada lei, é o seguinte: eu vou falar do nosso lado.

Senadores, deputados, público que tá aqui, imagine que uma pessoa contrate pra ser babá um evangélico (eu vou por aqui...). Descobre que a empregada doméstica é evangélica, e NÃO QUER que seus filhos tenham uma orientação evangélica. Manda embora? Pode ir pra cadeia!

Isso nunca vai acontecer, porque nós, evangélicos, aprendemos a respeitar a liberdade dos outros. Mas eles...

Se o pai ou a mãe descobre que a babá do seu filho é homossexual, E NÃO QUER UM HOMOSSEXUAL ORIENTANDO: 2 a 5 anos de cadeia!

Que lei é essa??? Fere princípios constitucionais! Nós não podemos aceitar isso... É um LIXO! E eu tenho aqui, eu tô sofrendo na pele o que é perseguição. O meu colega, pastor, queria dizer aqui. Eu tenho moral pra dizer: A MINHA INSTITUIÇÃO NÃO RECEBE UM CENTAVO DE GOVERNO FEDERAL, ESTADUAL E MUNICIPAL - e não é por falta de oferecimento, ok?

(palmas...)

E eu tenho trabalho social em penitenciária, trabalho com mulher com gravidez indesejada, reforço escolar, tirar gente das drogas... Bancado por quem acredita em mim. Agora eles... SÃO PARASITAS DO ESTADO! "COMEM" MILHÕES, de governo federal, governo estadual, governo municipal e estatais, pra ficarem dizendo quem é homofóbico ou não, e pra fazer patrulhamento!

(palmas...)

ISSO É UMA VERGONHA! COMEM MILHÕES! [Enquanto que] EU PAGO MILHÕES DE IMPOSTOS, eu aqui, ó, posso dizer que EU, COM A EMPRESA QUE EU TENHO, EU PAGO MILHÕES em impostos, e não recebo nada. Sabe por quê? Porque acredito que uma pessoa, pra me dar alguma coisa, ela tem que acreditar nos meus ideais. E o cara que é católico... homossexual...

Eu não posso ficar pegando dinheiro do estado para os meus ideais, [mas] eles são sustentados por isso. INTERESSA A ELES ISSO. Mas na hora do debate, correm. Porque são COVARDES!


(palmas...)

CORREM, porque não querem encarar. CORREM. O negócio deles é feito debaixo dos panos, na calada, como foi aprovada a PL lá na Câmara, antes do recesso parlamentar. E que tentaram aqui - o senador Magno Malta sabe -, 5h da manhã, perto do recesso do Senado, Magno foi chamado às pressas. Uma pilha de processos: "voto de liderança", "voto de liderança"... lá dentro tava a aprovação do PL 122. Aí alguns senadores chamaram o Magno Alves e disseram:

- Magno, tu já viu o que que tá assinado lá?

(Magno) - Não.

- [Então] pega lá pra tu vê.

O Magno foi lá, e...

(Magno) - Ué? O que é isso aqui?

Aí foi a cada líder:

(Magno) - Amigo?

Aí ele falou:
- Rapaz, eu nem vi! Tanta coisa, tava perto do recesso...

É isso que eles fazem: eles querem aprovar na calada da noite. Parabéns a essa comissão...

(Senador Magno Alves interrompe:)

(Magno) - Os líderes que retiraram a assinatura: Renato Casagrande, Raupp, o Cafeteira... que assinaram, por cortesia, porque isso acontece mesmo, mas que não deram pra eles o texto, dizendo exatamente o que é que era. Eles ficaram absolutamente revoltados... Arthur Virgílio... Foram todos pra tribuna, repudiar a maneira como conduziram, e foi exatamente uma condução feita pela ex-senadora, Fátima Cleide [PT].

É isso aí... Então, senhores, olha, amigos, eu vou terminar (...)."

0 comentários:

Postar um comentário